Como montar uma hamburgueria?

Se você está pensando em montar uma hamburgueria, é importante saber quais são os primeiros passos para fazer isso. Cada tipo de restaurante tem algumas especificidades em relação ao mercado, e com hamburguerias não é diferente. 

Alguns dos aspectos que devem ser levados em conta são aqueles relacionados à infraestrutura, aos fornecedores, ao planejamento de delivery etc. É importante que você entenda cada passo para criar o seu negócio de modo rápido, prestando atenção no que mais importa. 

Nosso objetivo, então, é mostrar alguns desses aspectos, para te ajudar a ter uma base melhor na hora de planejar o seu negócio. Essas dicas vão te ajudar a montar uma hamburgueria que já vai começar com tudo!

Primeiros passos

A primeira coisa que você precisa definir ao montar uma hamburgueria é quem você imagina sendo seu cliente. Isso tem a ver com o perfil de consumidores que você pretende atrair. Entenda as demandas de mercado e crie um esboço da  identidade da sua marca.

A partir daí, seu negócio começa a tomar forma. Agora você já começa a pensar nas necessidades práticas para tirar seu projeto do papel. Além disso, leve em conta o gerenciamento em si e todos os elementos mais técnicos. Contabilize os gastos iniciais, como aluguel do imóvel, matéria-prima, contas fixas e variáveis etc.

Não tenha pressa nenhuma nessa etapa! Pesquise preços e faça orçamentos para achar o melhor custo-benefício para o seu negócio. Isso será fundamental para manter o controle das suas finanças, sobretudo nos primeiros meses de restaurante. 

Preparar tudo para o cliente

As hamburguerias tornam-se cada vez mais populares no Brasil, o que gera a necessidade de estratégias para se destacar dos concorrentes. Por isso é uma boa ideia se basear no perfil de público que você pretende atingir. Ao criar uma estratégia pensando nas expectativas e exigências do público, é possível ter mais objetividade na hora de planejar diversos aspectos do restaurante.

Com a popularidade que as hamburguerias ganharam nos últimos anos, é de se esperar que quem está começando no ramo se empolgue demais com a infraestrutura para chamar a atenção dos clientes. A questão, portanto, está num gasto desnecessário com o ambiente do salão e uma redução no investimento na cozinha. Isso pode ter como consequência grave uma redução da qualidade dos pratos em si. 

O mais importante é começar com uma boa estrutura na cozinha e nos processos de produção e venda. Esse começo melhor estruturado contribuirá para atrair e fidelizar clientes. Dessa maneira, a tendência é que o crescimento da plataforma seja muito mais constante  

Delivery

E então: fazer delivery vale a pena? Para essa questão não existe apenas uma resposta certa ou simples. Tudo vai depender dos objetivos do restaurante e do plano de negócio da marca. Da mesma forma que é possível um restaurante começar com os clientes locais, também há aqueles que trabalham exclusivamente com o delivery e têm resultados excelentes.

Os restaurantes que se aproximam mais de um modelo de fast food criam uma maior expectativa em relação ao delivery. Lanches costumam ser a opção escolhida pelos consumidores quando querem algo mais rápido. Por isso, talvez seja uma boa ideia já planejar seu negócio pensando na implantação de um sistema de delivery.

No seu caso, o delivery pode ser um fator determinante para a sua aproximação com os clientes. Se eles souberem que você tem um bom serviço de delivery, seu restaurante pode se tornar uma das opções favoritas da clientela. Considerar esse aspecto tem a ver com a análise de público do seu restaurante. Quem sabe você não se destaca justamente pelo excelente delivery?  

Outra possibilidade interessante é apostar em horários alternativos de atendimento, nas horas em que a maioria dos estabelecimentos está fechada. Dessa maneira, você conseguirá atingir um público novo, dando chances para que novos clientes conheçam seu restaurante.  

Cardápio 

Um bom cardápio é o primeiro ponto de contato dos clientes com os seus pratos. Assim, é fundamental ter uma organização bem planejada dele. Pense numa estrutura que gere maior conversão dos clientes; com um bom cardápio, você consegue se destacar mesmo nos nichos mais competitivos.

É importante deixar as possibilidades de substituições ou adições bem visíveis. Outra coisa que deve ganhar destaque no cardápio são as porções disponíveis para pedido. Não se esqueça de descrever o peso das porções e de cada opção de hambúrguer. Isso evitará qualquer mal entendido com os seus clientes. 

Jamais se esqueça de atualizar os preços no seu cardápio. Um cardápio com preços errados pode gerar muitos problemas desnecessários. Preste atenção nisso e deixe as informações sempre muito claras e corretas. 

Conclusão

Montar uma hamburgueria não é uma tarefa fácil. É necessário manter sempre muita clareza em todos os processos e ter muita organização. Todos esses aspectos serão muito importantes para que o seu planejamento saia da melhor maneira possível, evitando o máximo de complicações possível. 

Como no caso de qualquer negócio, é fundamental que haja muito planejamento. Lembre-se de sempre levar seu público em conta e pensar nas especificidades do seu nicho. Esse conjunto será fundamental para o sucesso da sua marca.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *